29 de abr de 2013

 VAGA 2013

Dudude é reconhecida como uma das pioneiras da dança contemporânea brasileira, tendo dirigido a Benvinda Companhia de Dança, em Belo Horizonte, durante 16 anos. Foi nessa estrutura que encontrou e dirigiu Marco Paulo Rolla, um artista multidisciplinar que tem no currículo experiências nos campos da pintura, videoarte, performance, música e escultura. Colaboradores desde a década de 90, assinam em Vaga – Uma Experiência de Ocupação a sua terceira parceria, após Tanque – Uma Ópera Molhada (2003) e Disyquilibrio (2008). Aqui, dão corpo a uma improvisação coreográfica, cruzando texto, música e imagem para “ocupar uma vaga aberta no entre espaço potente da arte”. A coabitação de diferentes formas de expressão é uma consequência natural da sede desta dupla pela exploração de novos territórios. Em Vaga, exploram o espaço vago de uma sala a partir da ideia de esvaziamento, aqui entendida enquanto “linguagem reativa” ao “quotidiano fatídico”. A performance, fragmentada e minimalista, levanta mais perguntas do que respostas.










                                    

fotos Guto Muniz